NavCargo

Como Importar Mercadorias-Série de Posts-Post Nº 4/4

Nesse último post da série de como importar mercadorias quero te mostrar alguns detalhes que irão fazer TODA a diferença na sua importação.

Acompanhe detalhadamente e não perca por nada esse conteúdo, pois estou detalhando as etapas técnicas de como importar mercadorias.

Se você ainda não viu os outros posts da série Como importar mercadorias, confira abaixo.

Série de Posts – Como Importar Mercadorias – Post Nº 1/4

Série de Posts – Como Importar Mercadorias – Post Nº 2/4

Série de Posts – Como Importar Mercadorias – Post Nº 3/4

 

Como Importar Mercadorias corretamente?

Muitas pessoas acham que importar mercadorias é só comprar e esperar chegar. Não! Nem de longe. Vejamos abaixo.

7º Passo – Licenciamento de Importação (LI)

Nem todas as mercadorias estão livres para entrar no país. Algumas mercadorias estão sujeitas a autorização de órgão anuentes, conforme legislação brasileira.

Para esses casos, a Licença de Importação confere autorização/conformidade de órgãos governamentais que responde pelo controle do produto negociado.

PONTO IMPORTANTE:  A LI tem que ser previamente ao embarque da mercadoria no exterior.

Contratar um despachante aduaneiro de confiança para realizar esse processo é essencial para evitar encargos para a empresa quando a mercadoria for importada.

Para produtos que não estão sujeitos a controles especiais, o importador precisa providenciar a Declaração de Importação (DI).

8º Passo – Contratação do Câmbio / Pagamento ao Exportador

Ao contratar o câmbio, o importador pagará em reais (R$) ao banco local ou através de uma corretora de câmbio.

A Corretora remeterá a moeda estrangeira para o banco do fornecedor no país de origem da mercadoria.

O momento exato dessa remessa dependerá da modalidade de pagamento tratada entre as partes e do prazo de pagamento pactuado.

9º Passo – Contratação de Frete

agenciamento de cargas pode ser uma forma de reduzir os custos de sua empresa, pois o agente de cargas pode atuar como um verdadeiro departamento de comércio exterior.

A modalidade de transporte mais adequada para o produto será definida em conjunto com seu despachante, levando em conta a quantidade, peso, medida, classe de risco, e etc.

A contratação do frete será realizada através de um despachante, juntamente com um agente de cargas, desde que o Incoterm(international commercial terms) negociado com o fornecedor, não inclua este serviço.

10º Passo – Acompanhamento da Estufagem do Container

Dependendo do produto e da necessidade do cliente, o acompanhamento do processo de estufagem é de extrema relevância no que tange a integridade física do produto durante o trânsito da mercadoria.

Desta forma, é possível realizar o acompanhamento da estufagem do contêiner, para que o cliente verifique as condições das caixas, o cuidado e o modo na estufagem do container. Este processo é indicado para produtos frágeis ou equipamentos de alto valor agregado como maquinários industriais, porcelanato, equipamentos eletrônicos, dentre outros.

11° Passo – Emissão da Declaração de Importação (DI)

A Declaração de Importação constitui um documento eletrônico que consolida as informações cambiais, tributárias, fiscais, comerciais e estatísticas de uma operação de importação de bens, cujo processamento ocorre através do Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). O registro da Declaração de Importação (DI) no Siscomex representa o início do Despacho Aduaneiro, deve ser providenciado pelo despachante, com a documentação original do container em mãos.

12º Passo – Desembaraço da Mercadoria

Com a chegada da mercadoria no território brasileiro, inicia-se o processo de liberação da mercadoria através do despacho aduaneiro. Trata-se de procedimento fiscal através do qual a autoridade alfandegária autoriza a entrada da mercadoria importada no país.

Nesse processo pode se contemplar verificações físicas e documentais bem como o pagamento dos respectivos impostos e taxas aduaneiras.

Os principais documentos solicitados para esta verificação são: o conhecimento de embarque efetuado pelo agente de carga (BL-Bill of Loading ou AWB-Air Waybill), Fatura Comercial e Packing List enviados pelo fornecedor e, dependendo da legislação o licenciamento de importação (LI), bem como certificados de órgãos governamentais.

Neste momento ocorre automaticamente, a inscrição no Registro de Exportadores e Importadores (REI) da Secretaria de Comércio Exterior, que constitui condição preliminar para uma empresa efetuar, em seu nome, uma operação de importação.

Esse registro é feito no SISCOMEX (sistema eletrônico que gerencia os procedimentos administrativos do comércio exterior) no momento que é liberada a primeira importação do cliente.

Processadas estas etapas, a Receita Federal emitirá, via SISCOMEX, o Comprovante de Importação (CI), que comprovará que a mercadoria está liberada para consumo ou comercialização.

Ainda tem dúvidas em Como Importar Mercadorias?

Entre em contato conosco através do contato@navcargo.com.br.

Gostou desse conteúdo?  Precisa de uma cotação para poder importar?

Nós podemos te ajudar. Basta enviar um e-mail para  contato@navcargo.com.br ou entre em contato conosco por aqui.

Com um know how de 15 anos no mercado, a Navcargo Logistics se tornou um excelente agente de carga e despachante aduaneiro. Contamos com uma equipe de profissionais altamente qualificados e com larga experiência, para poder lhe oferecer uma solução ideal a todo momento em suas operações de comércio exterior e viabilizar diversos processos logísticos e burocráticos.

A NavCargo Logistics é extremamente consolidada no segmento de prestação de serviços com foco em melhoria contínua nas atividades de exportação, pois buscamos a constante satisfação dos nossos clientes. Por isso promovemos um ambiente favorável ao desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos colaboradores, gerando orgulho na construção de parcerias baseadas na cooperação.

Estamos preparados para coordenar todas as etapas do transporte internacional de cargas da sua empresa com absoluta confiança, tanto aéreo, quanto marítimo e rodoviário. Sugerimos o melhor modal a ser aplicado à sua operação, respeitando os termos negociados entre Importador/Exportador, sempre pensando no melhor custo-benefício.

A Navcargo Logistics, está sempre em busca da constante satisfação de todos os seus clientes.


Comentários