NavCargo

Custo de Importação: Previna-se de custos imprevistos

Custo de Importação é o maior problema dos importadores. Aprenda neste post a se prevenir de um custo não previsto na sua importação.

Introdução  

 

“Quanto precisa para começar a importar? ”.  Essa é uma das perguntas que mais recebo aqui na NavCargo.

Caso você tenha dúvida sobre custo de importação, então esse artigo vai cair como uma luva para você.

Explicarei um pouco mais sobre esse assunto e vou responder como você pode se prevenir e antecipar qual será seu custo de importação.

Quanto é necessário para começar a importar?

Antes de tudo, vou te dar uma notícia que muitos podem ficar desolados.

Importação empresarial não é para qualquer um.

Para entrar importar, há necessidade de se ter uma verba considerável para investir.

Em outras palavras, esse ramo não é para quem tem pouco investimento.

Desculpe a sinceridade, se você não tem um bom capital, talvez não seja um projeto lucrativo no momento.

E aqui dou a justificativa: No nosso país, a importação formal é um processo bem burocrático, havendo várias despesas ao longo do percurso.

Não quero te desanimar de jeito nenhum!

Mas é comum importadores sem experiência serem pegos de surpresa por custos de importação que não foram previstos. Por incrível que pareça, isso acontece até com aqueles que já possuem experiência.

Além disso, é comum importadores contratarem diversos prestadores de serviço que irão onerar suas operações ao invés de facilitar-lhe o trabalho.

São nesses casos que os custos de importação vão lá em cima. Estamos a mais de 10 anos no mercado, e já vimos muitos empreendedores perderem dinheiro por querer importar sem ter o investimento suficiente e sem ter o conhecimento necessário para isso.

Portanto, que fique o alerta, afinal, você precisa saber se compensa ou não importar, se terá lucros, se vale a pena para você e se o momento é apropriado.

Lembre-se: O capital disponível determina o momento.

 

Estamos falando de ganhar dinheiro certo?

Se a verba disponível não é o suficiente, então não faça a importação empresarial.

Ela exige um custo alto de investimento, os quais podem representar mais prejuízos do que trazer lucros.

Não fique com raiva de mim. Deixe-me trazer boas notícias agora.

Seu objetivo é ganhar dinheiro, correto? Quer te liberdade financeira, lucrar, conquistar seus sonhos, ou pelo menos aqueles sonhos que o dinheiro pode comprar.

Então importação pode ser um caminho. Mas, talvez não seja o único caminho se você não tem dinheiro suficiente.

Existem formas de iniciar comprando e vendendo produtos importados no mercado doméstico. Isto é, comprando por aqui mesmo.

Para quem tem pouco capital inicial, talvez essa seja uma solução viável.

Mas, vamos lá:

Valor ideal para começar a importar

Agora sua pergunta é “Rodrigo, você falou em investimento alto, mas quanto?

Na verdade, não existe um valor exato para começar. Pois é, não existe um valor fixo, por se tratar de um valor relativo. O custo de importação é variável.

Tudo depende do que você está disposto a trazer e do seu ramo de negócio.

É bem provável que você conseguirá descobrir qual o valor mínimo para o seu tipo de importação, bem como quanto terá que investir para começar o seu projeto.

Mas aqui vai uma dica: O mínimo que considero viável é entre 10 a 20 mil dólares.

Menos que isso pode não te trazer lucro e, consequentemente, não valer a pena.

Como já foi comentado, sugiro que avalie sua importação para descobrir se o investimento necessário irá lhe trazer benefícios.

Criamos recentemente uma planilha de importação para ajudar quem tem interesse de importar.

A planilha custo de importação é destinada para pequenas empresas ou microempreendedores que já importam ou querem começar a importar, mas não tem idéia dos custos envolvidos no processo de importação.

Desenvolvemos essa planilha de importação para que o futuro importador possa identificar e mensurar todo o custo de importação envolvido em uma operação. Contabilizamos todos os custos, desde o frete até os impostos.

  

 

Planilha custo de importação

 

 

 

                                       

Uma saída lucrativa

Mas calma, não se precipite ainda. Se você não tem o capital, mas tem um projeto de importação sólido, aqui vai a segunda dica.

Procure alguém que possa te ajudar a importar. Encontre alguém que tenha esse capital para investir em seu projeto.

Não busque alguém apenas com dinheiro. Vá além! Busque alguém que tenha algo acrescentar ao seu negócio e que não seja imaturo.

Você terá que dividir a empresa e os lucros. Porém, é melhor metade de alguma coisa, não é mesmo?

Pense direito e tenha cautela na busca desse sócio. Ninguém vai se juntar a você só pra te ajudar. Você está oferecendo uma oportunidade e isso inverte o tabuleiro.

Pergunte a si mesmo: Tenho uma oportunidade em mãos ou é só uma idéia?

Lembre-se que uma idéia sozinha não é nada. Faça um plano de negócios. O Sebrae pode te ajudar nisso.

Quantidade de produtos

Resolvido a questão do valor, vamos a próxima dúvida que escutamos bastante. Qual a quantidade de produtos para importar?

A grande resposta para isso é: Depende. Depende do seu ramo de negócio, da sua disponibilidade de capital, do seu projeto e por ai vai….

O que você precisa saber é: Você não precisa importar um container inteiro. É possível fracionar o container. Você pode importar só metade ou 1/3 do container.

Não deixe de levar em consideração que se você estiver importando da China, é bem provável que estará comprando em atacado.

Portanto, quanto mais produtos você comprar, menor será o preço unitário. Isso com certeza, pode diminuir os custos de importação

Lembre-se: Ao importar da China, o fator mais importante para definir o custo do seu produto é a quantidade.

Não há necessidade de você importar mercadorias de um mesmo fornecedor. Existe a possibilidade de consolidar sua carga.

Quer saber como consolidar cargas da China?

Continue lendo….

Consolidando cargas

Consolidar cargas significa juntá-las antes de embarca-las no navio. Uma forma de se fazer isso é instruindo seu agente de carga a consolidar seus produtos na origem. E como ele vai fazer isso?

Ele irá pedir para o agente de cargas da origem (no nosso exemplo, na China) para coletar os produtos nos fornecedores e armazená-los em algum depósito, para só então, juntá-las e embarca-las no navio.

Dessa forma, resolve-se o problema de juntar as cargas e melhor: reduz o custo do frete internacional.

Mas, lembre-se: A cada fornecedor que você comprar, será considerado uma importaçãoseparada quando chegar no Brasil, com documentações separadas, mesmo que transportadas juntas.

Resumindo

Ponto número 1:

Não existe valor fixo para começar a importar. Isso irá depender do tipo de importação, do produto, da quantidade e do capital disponível, bem como da negociação feita. Mas vale dizer novamente, é um investimento alto.

Se você não tem recursos financeiros suficientes para importar, então, por enquanto, é melhor não entrar nesse ramo. Caso não tenha a verba, mas seu projeto for bom. Procure um sócio para viabilizar sua importação.

 

Ponto número 2:

Tenha cuidado ao procurar um sócio. Não basta ter dinheiro. Tem que ser um parceiro de ideia para acrescentar no seu projeto. Nesse caso, vale lembrar que os lucros deverão ser divididos. É melhor metade de alguma coisa do que o inteiro do nada.

Ponto número 3:

Também não há uma quantidade mínima para importar. Você não precisa trazer um container inteiro. E muito menos produtos de um fornecedor só. É possível consolidar sua carga através de um agente de cargas. E a NavCargo pode ajudar você. Entre em contato com a gente.

Planilha Custo de Importação

Se você chegou até aqui, é muito provável que tenha interesse por importação empresarial.

Se você não fez o download da planilha de custo ainda. Faça o download aqui.

Aproveite e se inscreva em nossa newsletter para receber dicas exclusivas sobre importação empresarial.