NavCargo

Importar da China: Será que é viável?

Importar da China? Será que é viável?

Todos nós queremos uma empresa geradora de lucros, não é mesmo? Estamos falando de negócios de importação empresarial e de preferência, um que renda boas taxas de lucros.

Ao se falar em importação, é natural que existam inúmeras dúvidas, principalmente, se você está começando. Ou até mesmo se está estudando a possibilidade de fazer ou não uma.

É normal que você tenha dúvidas, como quanto investir, de quem importar e como importar, só para citar algumas.

Afinal você lidará com um ambiente totalmente diferente, outras leis, outro idioma, outro sistema. Não se preocupe, estamos aqui para te ajudar nesse momento e tornar esse processo mais fácil.

Será que é viável?

Por viabilidade de importação, estou entendendo que você quer saber se o retorno financeiro é certo, correto? Em outras palavras, se você vai ganhar dinheiro ou não importando da China.

Na lata, eu digo….. sim, é muito viável importar da China. E isso em dezenas de ramos diferentes. Porém, nem tudo é tão simples como aparenta.

Importar da China -3 Passos para uma importação viável

importar-da-china

Para chegar ao retorno financeiro esperado, você precisa observar alguns pontos importantes e seguir alguns passos. Veja os três passos que você precisa percorrer:

  1. Definir o produto
  2. Conhecer o mercado
  3. Determinar o valor de venda
  4. Defina o Produto

Para importar da China com sucesso, o primeiro passo é definir qual o melhor produto para isso. Se estiver investindo em um negócio novo, é importante avaliar não só se o produto vende bem, mas também se você vai ter facilidade em vender este produto.

É interessante ter alguma afinidade com o que será importado, por exemplo, sua família já trabalhou, vendeu este produto. Isto facilitará seu negócio.

São diversos fatores a considerar diante dessa decisão. Entre elas, avalie a margem de lucro do produto que quer importar, o seu volume de vendas e também o valor que você está disposto a investir.

Mas, se você já definiu qual produto importar, podemos seguir para o segundo ponto.

  1. Conheça o Mercado

Diante do produto definido, agora é fundamental que você conheça o mercado em que vai atuar. Analise seus clientes, sua aceitação, a demanda pelo produto, seus concorrentes, o valor de venda, entre outros fatores. Estabeleça benchmarks.

Essa analise deve ser detalhada, pois você precisa conhecer onde está pisando e ser capaz de avaliar a viabilidade. Porém, após esta análise concluída, há outra decisão fundamental para que sua importação dê bons resultados.  Chegamos então no terceiro ponto.

  1. Determine o Valor de Venda

Para determinar o valor de venda do produto você deverá levar em conta:

  • o custo do produto,
  • os custos fixos do seu negócio, como água, luz, salário de funcionários, entre outros;
  • os custos variáveis que se relacionam ao produto, por exemplo, comissão.

Além disso, os impostos que você terá e o seu lucro. Contar com uma porcentagem de lucro, é importante nessa definição do valor de venda. Em média estima-se de 10 a 20% de lucro em relação ao valor da venda. Mas isso vai variar conforme o seu produto e a sua venda.

Então é só criar uma fórmula como esta?

Custo do produto + custos fixos+ custos variáveis + impostos + lucro

 = VALOR DE VENDA DE PRODUTO

… e teremos o valor de venda?

NÃO.

Infelizmente calcular esse valor é um pouco mais complexo. Porém, o nosso foco hoje não é te ensinar a precificar, e sim evidenciar a importância de saber como determinar o valor e avaliar que preço é possível colocar no mercado.

É muito importante colocar seu produto no mercado com um bom preço, pois isso torna viável sua importação.

Afinal, além de importar, você quer ganhar dinheiro, não é mesmo?

Embora já tenha dito que meu foco não é falar precificação, quero que pense na seguinte  questão:

O seu cliente compra um produto não somente pelo preço, mas principalmente, pelo valor agregado ao produto. Ou seja, ele compra pelos benefícios que vai obter do seu produto. É ai que está a chave para a criação de um bom preço de venda.

Saber atribuir valor ao produto!

Quanto mais valor agregado tiver seu produto, maior poderá ser seu preço. É claro,  dentro da média de valor do produto em questão. Quanto mais solução seu produto apresentar, mais valor ele terá para seu consumidor.

Então, crie valor para seu produto! E aí poderá precificá-lo com um valor que faça a conta fechar com um saldo positivo para você.

Retomando

Bom, vamos recapitular….

Para importar comece escolhendo bem o seu produto, depois conheça este mercado que vai atuar de forma detalhada. E por último, não se esqueça de determinar um bom valor de venda para seu produto capaz de cobrir todos os investimentos da importação e da sua empresa. Dessa forma você verá que é possível importar da china com uma ótima margem de lucro.

Ou seja… 

Se você considerar estes pontos você vai descobrir que a importação é viável, e que ela pode trazer o retorno financeiro esperado. Então percorra esse caminho e conte com NavCargo para te ajudar!

 


Comentários